Três Perguntas a Carlos Alves

Enólogo de vinhos do Porto do grupo Sogevinus

Quem é o Carlos Alves ?

Natural de Boticas, sou o enólogo de vinhos do Porto do grupo Sogevinus, detentor de 5 das principais marcas de vinho do Porto: Kopke, Burmester, Barros, Cálem e Velhotes.

Desde cedo que o mundo do vinho despertou em mim muita curiosidade, algo que mais tarde se veio a transformar em paixão.

Os meus pais sempre produziram vinho para consumo próprio, e as alturas de vindima e vinificação são das minhas primeiras memórias de infância.

Lembro-me que toda a família estava lá em casa para ajudar e era uma autêntica festa! O vinho significa alegria e convívio! Faziamos todo o processo de transformação: desde a vinha até ao lagar. Mais tarde faziamos o engarrafamento e tudo isto era fascinante para mim.

Acho que foi na infância que percebi que a minha vida passaria pelo vinho!

Em 2003 fiz a minha primeira vindima no Douro, na Cálem. Foi mágico. Foi uma experiência fantástica pois estava com um grupo de grandes amigos comigo e era para todos nós a primeira vindima “a sério”! O Douro tem a aptidão de nos agarrar e não nos largar nunca mais! De 2003 a 2007 trabalhei sempre na Cálem onde aprendi imenso e em Novembro do mesmo ano, integrei a equipa técnica de vinhos do Porto, após a conclusão na minha licenciatura em Engenharia Agrícola na UTAD.

Desde Agosto de 2013 que assumi a liderança da enologia dos vinhos do Porto do grupo Sogevinus, tendo 3 anos mais tarde sentido um orgulho especial coma nomeação de enólogo do ano de vinhos fortificados pelo concurso internacional de vinhos “Internacional Wine Challenge” e eleição pela Revista de Vinhos do título de enólogo do ano 2016 na categoria de vinhos generosos.

Um vinho e o prato que melhor o acompanha?

Em minha casa faço sempre um prato clássico que é um risoto de cogumelos (apanhados por mim e depois conservados em vácuo) com queijo parmesão ralado e um naco de vitela barrosã assada na brasa, que acompanha na perfeição com um Kopke Reserva 2015 tinto.

Dicas para melhorar a experiência com o vinho?

Penso que ter o vinho a copo a preços mais acessíveis, servido em copos adequados e a uma temperatura correcta (com boa armazenagem) melhoraria a experiência de qualquer consumidor final.

Um vinho Sogevinus para:

Partilhar com os amigos

 Kopke Branco 10 anos fortificado 

Guardar e beber daqui a 10 anos:

Vintage Burmester 2015 Quinta do Arnozelo fortificado


Levar para uma ilha deserta:

 Kopke Colheita 1941 fortificado

Para beber enquanto cozinha:

Extra dry White da Barros fortificado

Para o final do dia:

Burmester 20 anos fortificado

Da cave para beber agora:

Vintage 1985 Calem fortificado 

Para um momento especial:

Kopke Colheita 1967 fortificado

Receber as novidades do Adegga