Herdade do Rocim comemora 10 anos

Herdade do Rocil comemora 10 anos

O sonho continua

Em 2007, a Herdade do Rocim iniciou a sua atividade. Inaugurou a Adega e apresentou os seus primeiros vinhos, da gama Olho de Mocho. Parece que foi ontem. Lembramo-nos das ideias que tínhamos. Das dúvidas. Dos sonhos. Um período de descobertas e de muita aprendizagem. Um princípio, sem meio e sem fim.

Queríamos fazer a diferença, pela qualidade das nossas vinhas, dos nossos vinhos, dos nossos conceitos. Queríamos deixar uma marca, e fazer parte da evolução de um setor com raízes económicas, sociais e culturais muito fortes em Portugal. Plantámos mais vinha, completámos o portfólio de vinhos e posicionámo-nos no mercado. Hoje, a Herdade do Rocim é reconhecida dentro e fora do país. Já ninguém duvida de que viemos para ficar.

Não podemos também, neste momento, deixar de recordar o verdadeiro Pai deste projeto, que entretanto nos deixou. Nestes 10 anos nem tudo foi bom. José Ribeiro Vieira foi quem muito quis este projeto e mais acreditou nesta equipa. Ele sabia que a Herdade do Rocim era um legado que ficaria para as gerações vindouras. Um sonho para outros viverem. Um exemplo de altruísmo e de amor que caracteriza os Homens grandes. Na primeira brochura da Herdade, em 2007, ele escrevia: “A Herdade do Rocim é o resultado de um desejo e de um sonho” e que “a Adega foi construída a pensar no futuro”. Palavras sábias, que vão guiar sempre este projeto e os nossos corações. Por isso procuramos fazer vinhos com alma e uma identidade própria. Por isso o tempo não passa pela Adega, imagem de uma região com tanto para descobrir.

Passados estes 10 anos, quando olhamos para trás, não podemos deixar de sentir algum orgulho por tudo o que conseguimos fazer. Obrigado a todos os que nos ajudaram ao longo deste caminho.

O futuro é hoje e somos nós. Para mais 10 anos de aventuras. Podem contar connosco.

Receber as novidades do Adegga