Novo Soalheiro Clássico 2017 Inseparável da Gastronomia Oriental

Um Soalheiro 100% Alvarinho e efetivamente um clássico que leva o Vinho Verde Alvarinho de Monção e Melgaço aos quatro cantos do mundo. 

O Soalheiro clássico é a mais consensual das dimensões do Soalheiro e aquela que melhor acompanha a gastronomia leve e descontraída.

Ideal para acompanhar mariscos, pratos de peixe, pratos de carne de aves e massas, encaixa na perfeição os sabores da gastronomia portuguesa e é, efetivamente, inseparável da gastronomia oriental (sashimi, sushi, dim sum, guiozas, …).

É com satisfação que a Quinta de Soalheiro vê a recém-lançada versão 2017 do Soalheiro Clássico galardoada com Duplo Ouro na edição 2018 do maior concurso de vinhos do Japão: SAKURA – Japan Women’s Wine Awards.

 

Soalheiro Clássico 2017 

 

Dia do Pai com Visitas de Enoturismo Gratuitas na José Maria da Fonseca

Visitas guiadas de Enoturismo gratuitas com prova de 2 vinhos no Alentejo e em Setúbal

A José Maria da Fonseca quer proporcionar aos seus visitantes de Enoturismo um Dia do Pai diferente do habitual, com um programa vínico e cultural. No dia 24 de Março, sábado, as visitas guiadas de Enoturismo à Casa Museu José Maria da Fonseca, em Azeitão, e à Adega José de Sousa, em Reguengos de Monsaraz, são gratuitas e incluem uma prova de 2 vinhos.

Azeitão, Setúbal

Na visita à Casa Museu José Maria da Fonseca, os visitantes podem deslumbrar-se com o edifício construído no séc. XIX e um jardim resplandecente, apreciar três adegas históricas (Adega da Mata, Adega dos Teares Novo e Adega dos Teares Velhos), além de ficarem a conhecer mais sobre a história da empresa. A visita termina na loja de vinho, onde além de todo o portefólio de vinhos da José Maria da Fonseca, os visitantes têm à sua disposição produtos gourmet regionais (queijos, compotas, Esses de Azeitão, etc.).

Reguengos de Monsaraz, Alentejo

Em pleno interior alentejano, em Reguengos de Monsaraz, os visitantes percorrem duas adegas com estilos muito distintos mas que combinam na perfeição a tradição com a inovação: na Adega dos Potes estão localizadas 114 ânforas de barro, com um método de fermentação ancestral e raríssimo e na Adega Moderna estão 44 tanques de inox com toda a tecnologia de vinificação indispensável para a produção de vinhos brancos e tintos.

Dois Programas de Enoturismo para o Dia do Pai 

Os dois programas de visitas de Enoturismo para o Dia do Pai estão limitados a 50 pessoas (Casa Museu José Maria da Fonseca) e 40 pessoas (Adega José de Sousa), mediante reserva prévia.

Casa Museu José Maria da Fonseca
(Azeitão, Setúbal)

Sábado, 24 de Março, às 11h
Visita guiada com prova de 2 vinhos gratuita para visitantes acompanhados pelo pai
Reserva prévia para [email protected] ou 212198940
Oferta limitada até 50 pessoas
Visitas em Português

Adega José de Sousa
(Reguengos de Monsaraz, Alentejo)

Sábado, 24 de Março, às 11h
Visita guiada com prova de 2 vinhos gratuita para visitantes acompanhados pelo pai
Reserva prévia para [email protected] ou 266502729
Oferta limitada até 40 pessoas
Visitas em Português

 

 

 

                                                                                                             

                                                                                                            

                                                                                                                                                                                                                                            

 

Top 10 Vinhos Portugueses

Durante o evento Essência do Vinho – Porto 2018, 50 especialistas de 13 nacionalidades escolheram estes 10 vinhos como o TOP 10 de Vinhos Portugueses

1º Branco Mirabilis Grande Reserva 2016 (Branco) Quinta Nova
2º Branco Procura 2015 (Branco) Susana Esteban
1º Tinto Triunvirato Nº 4 (Tinto) Caves Messias
2º Tinto Rui Roboredo Madeira 2015 (Tinto) Rui Roboredo Madeira
3º Tinto Quinta Vale D. Maria 2015 (Tinto) Van Zellers
4º Tinto Cortes de Cima Reserva 2012 (Tinto) Cortes de Cima
5º Tinto Sidpnio de Sousa Garrafeira 2011 (Tinto) Dulcinea dos Santos Ferreira
6º Tinto Quinta da Fata Touriga Nacional Grande Reserva 2014 (Tinto) Quinta da Fata
1º Fortificado Barbeito Bastardo Avô Mário 50 Anos (Fortificado) Barbeito Vinhos
2º Fortificado Bacalhôa Superior 30 Anos 1985 (Fortificado) Bacalhôa Vinhos de Portugal

Prémios Melhores do Ano – Vinho Grandes Escolhas

A lista do TOP 30 dos melhores vinhos de 2017 pela Revista Vinho Grandes Escolhas.

Nome do Vinho Produtor
1 Murganheira Chardonnay branco 2008 (Espumante) Murganheira
2 Vértice Gouveio branco 2008 (Espumante) Caves Transmontanas
3 Anselmo Mendes Parcela Única 2015 (Branco) Anselmo Mendes Vinhos
4 Grandjó Late Harvest 2013 (Doce) Real Companhia Velha
5 Passadouro Touriga Nacional 2014 (Tinto) Quinta do Passadouro
6 Poeira 44 barricas 2014 (Tinto) Jorge Nobre Moreira – Poeira
7 Quinta da Boavista Vinha do Ujo 2014 (Tinto) Lima & Smith
8 Quinta da Leda 2015 (Tinto) Sogrape Vinhos
9 Quinta do Monte Xisto 2015 (Tinto) João Nicolau de Almeida & Filhos
10 Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo Grande Reserva 2015 (Tinto) Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo
11 Quinta da Pellada Primus 2015 (Branco) Quinta da Pellada – Álvaro Castro
12 Quinta dos Carvalhais Branco Especial (Branco) Sogrape Vinhos
13 Teixuga 2013 (Branco) Caminhos Cruzados
14 Varanda da Serra 2014 (Branco) Lusovini
15 Kompassus Private Colection 2014 (Branco) Kompassus Vinhos
16 Quinta das Bágeiras Pai Abel 2011 (Tinto) Mário Sérgio Alves Nuno
17 Sidónio de Sousa Garrafeira 2011 (Tinto) Dulcinea dos Santos Ferreira
18 Quinta dos Termos Talhão da Serra Rufete 2014 (Tinto) Quinta dos Termos
19 AdegaMãe Terroir 2014 (Branco) AdegaMãe
20 1836 Do Tejo Grande Reserva 2015 (Tinto) Companhia das Lezírias
21 Palácio da Bacalhôa 2014 (Tinto) Bacalhôa Vinhos de Portugal
22 Esporão Private Selection Alentejo Garrafeira 2012 (Tinto) Esporão
23 Herdade do Rocim Clay Aged Alentejo 2015 (Tinto) Herdade do Rocim
24 Júlio B. Bastos Alicante Bouschet Grande Reserva 2014 (Tinto) Dona Maria – Júlio Bastos
25 Mouchão Tonel 3-4 2011 (Tinto) Herdade do Mouchão
26 Pêra-Manca 2013 (Tinto) Fundação Eugénio de Almeida
27 Burmester Tordiz Porto 40 Years Old (Fortificado) Sogevinus Fine Wines
28 Graham’s The Stone Terraces Porto Vintage 2015 (Vintage) Symington Family Estates
29 Messias Porto Colheita 1967 (Vintage) Caves Messias
30 Bastardinho de Azeitão Vinho Licoroso 40 anos (Fortificado) José Maria da Fonseca

Prémios Melhores do Ano – Revista de Vinhos

A lista do TOP 30 dos melhores vinhos de 2017 pela Revista de Vinhos.

1 Conceito Único 2015 (Tinto) Conceito Vinhos
2 Sidónio de Sousa Garrafeira 2011 (Tinto) Dulcineia dos Santos Ferreira
3 Pêra Manca 2013 (Tinto) Fundação Eugénio de Almeida
4 Gran Cruz Very Old Port 130 Anniversary Edition (Fortificado) Gran Cruz
5 Herdade do Portocarro Partage Bual Pé Franco 2015 (Branco) Herdade do Portocarro
6 Quinta de Monte d’Oiro Ex Aequo 2013 (Tinto) Quinta do Monte d’Oiro
7 JMF Bastardinho de Azeitão 40 Anos (Fortificado) José Maria da Fonseca
8 Quinta da Boavista Vinha do Oratório 2014 (Tinto) Lima & Smith
9 Covela Reserva 2014 (Branco) Lima & Smith
10 Blandy’s Vintage Bual 1957 (Fortificado) Madeira Wine Company
11 Calda Bordaleza Campolargo 2010 (Tinto) Manuel S. Campolargo
12 Murganheira Vintage 2007 (Espumante) Murganheira
13 Casa da Passarella ‘O Fugitivo’ Vinhas Centenárias 2013 (Tinto) Casa da Passarella
14 Portal do Fidalgo 25 Anos Reserva Alvarinho 2015 (Branco) Provam
15 Quanta Terra Planalto de Alijó 2011 (Branco) Quanta Terra
16 Taylor’s Vargellas Porto Vintage 2015 (Fortificado) Taylor’s
17 Quinta da Fata Touriga Nacional Grande Reserva 2014 (Tinto) Quinta da Fata
18 Escondido 2015 (Tinto) Aníbal Coutinho
19 Moscatel Roxo Colecção da Família (Fortificado) Quinta do Piloto
20 Quinta dos Termos o Pecado de Virgílio Loureiro 2007 (Tinto) Quinta dos Termos
21 Rui Roboredo Madeira 2015 (Tinto) Rui Roboredo Madeira
22 Casa Ferreirinha Reserva Especial 2009 (Tinto) Sogrape Vinhos
23 Ícone 2014 (Tinto) Sogrape Vinhos
24 Sidecar 2016 (Tinto) Susana Esteban
25 Graham’s Porto Vintage The Stone Terraces 2015 Symington Family Estates
26 Quinta Vale D. Maria 2015 (Tinto) Van Zellers
27 Barbeito Bastardo Avô Mário 50 Anos (Fortificado) Vinhos Barbeito
28 Mouchão Tonel 3-4 2011 (Tinto) Herdade do Mouchão
29 Triunvirato Nº4 (Tinto) Caves Messias
30 Soalheiro Primeiras Vinhas 2016 (Branco) Quinta de Soalheiro

ESPORÃO COLHEITA EM DESTAQUE NA WINE SPECTATOR E CONSIDERADO SMART BUY

 

Esporão Colheita Tinto 2015 está em destaque na capa e na lista de Smart Buys da revista americana Wine Spectator como “um tinto encantador”.  O Esporão foi o único produtor português destacado, na edição de Fevereiro da publicação americana, como um dos 60 viticultores do mundo inteiro a visitar, devido à sua excelência e boa relação qualidade-preço.

 A publicação, com 3,5 milhões de leitores estimados em todo o mundo, enaltece na nota de prova do Esporão Colheita Tinto 2015 “a groselha refrescante, a ameixa vermelha e as amoras presentes neste tinto encantador equilibram com a pimenta branca e as notas verdes e críticas. Os detalhes minerais e a acidez pungente arredondam o final ligeiramente tânico”. Este tinto é o primeiro vinho da Herdade do Esporão concebido apenas com recurso a meios de produção biológicos, com o objetivo claro de preservar a autenticidade das uvas e do seu terroir.

Na lista de Smart Buys estão também dois outros vinhos do Esporão: o Monte Velho Branco 2016 e o Esporão Reserva Tinto 2014. No Esporão Reserva Tinto 2014 é destacada a concentração de amoras, anis, ameixa e moca. Já no Monte Velho Branco 2016 o destaque vai para as notas ligeiras de casca de melão, pêssego e maçã, acabando por se tornar num “branco de leve a médio corpo, com detalhes minerais, que cercam o final cremoso”.

No perfil da Herdade do Esporão, Gillian Sciaretta elogia o trabalho da equipa de enologia liderada pelo australiano David Baverstock, que observa e analisa 40 castas de uva que crescem nos solos predominantemente graníticos, xistosos e arenosos.

“O gracioso Esporão Reserva Tinto e o encantador Colheita Tinto são blends de castas autóctones e internacionais, com o Reserva a estagiar em barricas de carvalho novas e velhas e o Colheita a estagiar em tanques de betão. O mineral e picante Monte Velho Branco é um blend das castas Antão Vaz, Roupeiro e Perrum estagiadas em cubas de inox”, conclui G.S.

Lavradores de Feitoria aposta em nova identidade na gama de vinhos ‘Três Bagos’

Três é a conta que Deus fez!

E que assenta na perfeição neste novo capítulo da gama ‘Três Bagos’. A duriense Lavradores de Feitoria estreia uma nova imagem para a marca bandeira do seu portefólio – a que se juntam a homónima Lavradores de Feitoria, Meruge, Quinta da Costa das Aguaneiras, Cheda e Gadiva. Esta é a terceira “colecção” da roupagem ‘Três Bagos’, sendo que pelo meio houve a integração do novo logótipo da Lavradores de Feitoria nos rótulos. Uma novidade cuja estreia coube ao ‘Três Bagos Reserva tinto 2015’, precisamente a terceira colheita desta referência báquica. Segue-se o ‘Três Bagos Grande Escolha tinto 2014’, prestes a chegar ao mercado.

 

Um restyling, a cargo da M&A Creative Agency – a mesma empresa que desenvolveu a nova identidade institucional da Lavradores de Feitoria –, onde o trio de bagos foi invadido pelas curvas sinuosas do Douro Vinhateiro, e um vinho que aquece a alma nos dias em que os termómetros descem ao sabor da estação.

 

Feito a partir das castas Tinta Roriz (40%), Touriga Nacional (25%) e Touriga Franca (35%) de vinhas com mais de 30 anos, o DOC Douro ‘Três Bagos Reserva tinto 2015’ fermentou, durante o processo de vinificação, em cubas de inox, ao que se seguiu o estágio de 50% em inox, 25% em barrica nova e os restantes 25% em barrica de segundo ano.

 

Na cor é dominado pelo vermelho vivo e denota um aroma frutado, sobretudo a fruta vermelha bem madura, com destaque para a ameixa e a amora silvestre, com as quais a madeira “casa” na perfeição, ou seja, está bem integrada e discreta, tornando este ‘Reserva’ um vinho elegante, equilibrado e muito agradável. Na boca é muito saboroso, bem estruturado e elegante, com notas de fruta madura, taninos suaves e uma acidez muito equilibrada, características que lhe confere harmonia e promove a longevidade. Apresenta um final longo e bastante saboroso.

SOALHEIRO ALLO DIZ “ALÔ” 2017

Vamos descobrir um Alvarinho e Loureiro pleno de leveza e sobriedade.

Aprecia um vinho leve mas elegante?
Então tem de descobrir a versão 2017 do Soalheiro ALLO.

Ideal como aperitivo ou para acompanhar mariscos, pratos de peixe ou pratos de carnes de aves, trata-se de um vinho pleno de leveza e sobriedade que mistura na perfeição as castas Alvarinho e Loureiro.

De álcool mais moderado, este vinho branco com um equilíbrio impar, destaca o Alvarinho cheio de frutos tropicais e estrutura que contrasta com o Loureiro floral e pleno de elegância.

O resultado?
Um vinho de cor amarela citrina e de aroma elegante e mineral, onde o Alvarinho confere estrutura e o Loureiro a distinção aromática.
Sem dúvida… um paladar a descobrir!

VINDIMA 2017
PRECOCE, MAS COM UM FINAL EXTRAORDINÁRIO. 

A vindima mais precoce que já alguma vez se realizou no Soalheiro.

Iniciada no final de agosto, a vindima desta colheita foi a mais precoce que já alguma vez se realizou no Soalheiro, mas desvendou um equilíbrio excecional dos Alvarinhos e dos Loureiros da região.

A precipitação, nos meses de verão, em especial nos meses de julho e agosto, foi muito baixa e as temperaturas, durante o dia, registaram-se moderadas a elevadas. Contudo, foram as noites frias caraterísticas deste terroir que favoreceram uma maturação lenta e a preservação dos aromas.

No final de agosto, o ponto ideal de maturação estava atingido. Com um início de setembro seco e de temperaturas moderadas, o final de vindima verificou-se extraordinário.