Com quem gostava de beber um copo de vinho?


Três perguntas a Pedro Pereira Gonçalves

Pedro Pereira Gonçalves, enólogo do Monte da Ravasqueira

Quem é o Pedro Pereira Gonçalves?

Pedro Pereira Gonçalves, 37 anos, desempenha hoje as funções de administrador do Monte da Ravasqueira, projeto que abraçou em 2012 e no qual tem os pelouros da enologia e produção, área comercial e marketing.

Licenciado em Engenharia Agronómica, com especialidade em Viticultura e Enologia pelo Instituto Superior de Agronomia de Lisboa, passou ainda pela UC Davis, universidade da Califórnia que é a referência internacional do sector e, já como gestor, pela Universidade Católica Portuguesa e Kellogg University em Chicago.

Começou a sua carreira com 23 anos, tendo acumulado experiência em várias regiões portuguesas, com destaque para o Douro, Ribatejo e Alentejo, além de ter trabalhado em diferentes países produtores de vinho como o Chile, Austrália e Nova Zelândia.

Em 2015, ganhou o prémio de Jovem Enólogo do Ano, atribuído na 8ª edição dos Prémios W, uma iniciativa do enólogo e reconhecido crítico de vinhos Aníbal Coutinho. Para esta distinção, muito contribuiu a abordagem inovadora e consistente que Pedro Pereira Gonçalves tem desenvolvido na criação dos vinhos do Monte da Ravasqueira, designadamente através da implementação de um conceito integrado que junta viticultura e enologia, e que tem permitido a obtenção de inúmeros e prestigiados prémios em concursos nacionais e internacionais.

Apaixonado pela vinha e pelo surf, Pedro Pereira Gonçalves encontrou no Monte da Ravasqueira um Alentejo diferente do habitual e uma equipa única, permitindo chegar a novos produtos, totalmente pioneiros em Portugal em matéria de vinho.

Um vinho e o prato que melhor o acompanha?

MR Premium 2014 branco com Bacalhau na brasa com batatas a murro.

Dicas para melhorar a experiência com o vinho?

Nos tintos colocar qualquer que seja o vinho a 12ºC, abrir a esta temperatura e iniciar a prova a esta temperatura. Qualquer lugar, seja um restaurante ou casa está em media entre 19-21ºC o que vai fazer com a temperatura do vinho suba rapidamente, assim desta forma consegue ter perceção do vinho em todas as vertentes e conhecer todas as suas camadas à medida que a temperatura rapidamente sobe.

Um vinho Monte da Ravasqueira para:

Partilhar com os amigos

Monte da Ravasqueira Syrah/Viognier 2013 tinto

Guardar e beber daqui a 10 anos:

MR Premium 2015 branco

Levar para uma ilha deserta:

MR Premium 2016 rosé

Para beber enquanto cozinha:

Monte da Ravasqueira 2016 branco

Para o final do dia:

Monte da Ravasqueira Seleção do ano 2016 tinto

Da cave para beber agora:

Monte da Ravasqueira Alvarinho 2012 branco

Para um momento especial:

Monte da Ravasqueira Reserva da Familia 2016 branco

Lavradores de Feitoria e Bons Rapazes juntam-se para lançar dupla de vinhos

Lavradores de Feitoria e Bons Rapazes juntam-se para lançar dupla de vinhos

O empresário de social media Tiago Froufe da Costa (Luvin) idealizou, o actor Pedro Teixeira matutou, e a Lavradores de Feitoria materializou. Assim nasceram dois vinhos com a assinatura ‘Bons Rapazes by Lavradores de Feitoria’. Um branco de 2016 e um Reserva tinto de 2014, são estas as duas referências que encetam esta dupla de néctares de Baco. Uma iniciativa que resultou, primeiro, de um namoro que começou há mais de um ano e, depois, de um casamento que dita a perfeição até ao último detalhe.

“Um branco descomplicado e um tinto para a mesa” foi o que Pedro Teixeira e Tiago Froufe da Costa, amigos e mentores do site Bons Rapazes, pediram ao produtor de vinhos do Douro Lavradores de Feitoria. Depois de apresentados em preview no Douro TGV, em Maio, os ‘Bons Rapazes by Lavradores de Feitoria’ estão agora a chegar ao mercado, em exclusivo, a garrafeiras e restaurantes. Para regalo de todos, vão também estar à venda em www.bonsrapazes.com.

Com raízes vinhateiras e um verdadeiro wine lover, já há muito que Tiago Froufe da Costa andava a “desenhar” um vinho que bebesse algo de si. Menos conhecedor, mas apreciador, o amigo e parceiro nesta coisa de serem Bons Rapazes, adorou a ideia. Uma acção de good will promovida pela Lavradores de Feitoria foi o motivo para avançarem. Juntos rumaram ao Douro para meter as mãos na massa.

Esta é, portanto, uma história com um final feliz traduzida num dueto de vinhos feitos a “quatro mãos” – porque, por um lado, há dois Bons Rapazes e, por outro, o enredo contempla dois intérpretes, ou seja, o site Bons Rapazes e a Lavradores de Feitoria.

Dois vinhos, duas marcas

Com um perfil jovem, frutado e fresco, esta primeira edição do ‘Bons Rapazes branco’ é um DOC Douro de 2016. Versátil e descomplicado, é um vinho para o dia-a-dia. De cor cítrica, resulta do blend das castas Malvasia Fina, que lhe confere elegância, Gouveio, que intensifica a frescura que casa bem com o aroma e o sabor frutados das castas Síria e Sauvignon Blanc. Um vinho submetido a fermentação e estágio em inox, detalhe que enaltece a boa presença de fruta. A mineralidade e a acidez equilibrada outorga-lhe complexidade e um final longo na boca.

O ‘Bons Rapazes Reserva tinto 2014’ nasce de um conjunto de sensações que convergem na escolha da Touriga Franca, proveniente de uma parcela de vinha do vale do rio Pinhão, lugar do Douro onde esta variedade se revela mais fresca e elegante. À casta que desempenha o papel principal deste vinho juntou-se a Tinta Roriz e a Touriga Nacional, num trio de castas de vinhas com mais de 30 anos. A fermentação foi feita em cubas de inox e lagares de pedra, seguida de um estágio de 50% do lote em inox, 25% em barrica de carvalho francês novas e 25% em barrica de carvalho francês de segundo ano, durante 12 meses. Resultado: o seu conjunto confere uma cor vermelha viva e profunda a este tinto. No nariz, revela-se muito aromático e elegante, predominando as notas de frutos vermelhos maduros, como a cereja preta e o cassis, graças ao estágio em barrica de carvalho francês de segundo ano, do qual se realçam, ainda, – e em boca – as especiarias. Ao mesmo tempo, denota frescura, tornando-o um vinho equilibrado, de boa estrutura e que promete longevidade em garrafa.